Cai o nível de estoque das lojas. Sinal de melhora da economia

22/11/2017

A parcela de lojas do varejo com estoques considerados em nível adequado na Grande São Paulo recuou pelo segundo mês consecutivo e chegou a 52,5% em novembro, após marcar 54,2% em outubro.

Levantamento elaborado pela FecomercioSP mostra que, em novembro de 2016, 51% das lojas estavam com estoque em condições normais.

Na avaliação do departamento de análises econômicas da FecomercioSP, os indicadores de estoque refletem a retomada da atividade econômica, enquanto a queda da quantidade de lojas com estoques em nível adequado pode ser considerada positiva, já que decorre da expansão das vendas.

O cenário, aponta a entidade, também deve contribuir para o ajuste de estoques que têm resistido à queda e se mantido em níveis elevados, acima dos patamares de 2013 e 2014.

A quantidade de lojas com estoque elevado recuou para 31,6% em novembro, ante 32,0% no mês anterior. Já as lojas que têm estoques abaixo do desejável correspondem a 15,8%, acima dos 13,7% verificados em outubro.

Numa escala que vai de zero (inadequação total dos estoques) a 200 pontos (adequação total), o indicador da FecomercioSP que mede a adequação dos estoques nas lojas caiu de 108,5 para 105,1 pontos na passagem de outubro para novembro.

A entidade elabora o balanço mensalmente, a partir de entrevistas com aproximadamente 600 comerciantes de municípios da região metropolitana de São Paulo.

IMAGEM: Thinkstock

 

Fonte: Diário do Comércio - REDAÇÃO

  •