E-commerce deve faturar R$9,9 bilhões com Natal

19/12/2018

O e-commerce deverá faturar R$9,9 bilhões no Natal de 2018, crescimento nominal de 13,5% ante ao mesmo período do ano anterior, aponta a Ebit|Nielsen, referência em informações sobre o comércio eletrônico brasileiro.

O número de pedidos deve crescer 6%, para 20,2 milhões, enquanto o tíquete médio apresentará elevação de 7%, para R$490.

Para este levantamento a Ebit|Nielsen considera as vendas estimadas para o e-commerce no período de 15 de novembro a 24 de dezembro, incluindo o intervalo da Black Friday, cujo faturamento foi de R$ 2,6 bilhões.

A relevância da Black Friday dentro da época de Natal vem aumentando gradativamente ao longo dos anos. Em 2018, esse percentual atingiu 26%. Há cinco anos, a data representava 18%.

Se confirmada a expectativa da Ebit|Nielsen, o período do Natal deverá corresponder a 18,3% das vendas do e-commerce durante o ano.

"Até por conta da Black Friday, que em apenas 48 horas representou quase 5% do faturamento anual dos varejistas eletrônicos, as vendas de Natal deverão ser maiores que a soma de todas as principais datas", diz Ana Szasz, líder comercial para Ebit|Nielsen.

A profissional ainda avalia que o grande desafio para o e-commerce neste Natal deverá ser logístico.

“Os brasileiros geralmente deixam suas compras para a última hora e mesmo com alguns varejistas empenhados em fazer as entregas antes do dia 24, ainda existe uma grande parcela que não consegue mensurar direito ou mesmo garantir que o frete seja realizado na data exata da entrega. O e-commerce tem um enorme potencial de crescimento, mas ainda precisa transpor esse desafio estrutural”, afirma.

FOTO: Thinkstock

Fonte: Diário do Comércio - Redação

  •