Franca terá a 1ª usina do Brasil de geração de energia solar compartilhada para empresas

19/01/2018

Franca cresce a cada dia. Além de novos bairros, a cidade se desenvolve com o surgimento de novas empresas, aporte de investimentos e a criação de mais postos de trabalho. Dentro desse cenário, a cidade, a partir deste mês, ganhará a sua 1ª usina de energia solar: o condomínio solar de geração compartilhada NewSun Franca I. A usina está sendo construída com previsão para conclusão em junho de 2018, quando os clientes já começarão a usufruir da energia gerada e a receber retorno do seu investimento através do efetivo abatimento na conta de luz, mensalmente, possibilitando uma economia de até 90%.

Esse processo ocorrerá da seguinte forma: toda a energia gerada na usina será injetada na rede elétrica, gerando uma quantidade determinada de créditos energéticos. Os créditos serão distribuídos aos clientes, de forma proporcional a quantidade de cotas adquiridas, que consequentemente receberão o abatimento automático pela CPFL Paulista (Companhia Paulista de Força e Luz) em suas faturas de energia elétrica todo mês.

"O cliente pode ainda optar por um abatimento em cascata, onde os créditos serão distribuídos em vários imóveis de sua escolha. Não existe necessidade alguma de que os imóveis do cliente estejam próximos à usina”, explicou o empresário Fernando Berteli, sócio da NewSun Energy Brazil, empresa responsável pela criação, construção e manutenção da usina.

Ainda segundo ele, “a distância não importa desde que a usina e o cliente beneficiário estejam na mesma região de concessão da companhia (no caso, a CPFL)”. A geração média por quota é de 170 kW.h (kilowatt-hora) por mês, o suficiente para abastecer uma pequena residência.

A NewSun Franca I será, neste primeiro momento, exclusivamente, para Pessoas Jurídicas, ou seja, empresas. Porém, a empresa tem plano para obras de uma segunda usina, ainda no 1º semestre de 2018, e aí sim, esta será exclusivamente para Pessoas Físicas (residências, chácaras, e outros). "Fizemos o lançamento oficial, em dezembro, para cerca de 100 pessoas, entre empresários, políticos e representantes de entidades de classe. Disponibilizamos até o dia 31 de janeiro, 5 mil quotas para venda, dentre as quais já foram vendidas mais da metade até esta tarde. Os clientes adquirem quantas partes forem necessárias para sua demanda de energia, seja ele um pequeno comércio ou uma grande indústria, desde que seja Pessoa Jurídica", ressaltou Berteli. "Para exemplificar a economia proporcionada, uma casa que abriga uma família de quatro pessoas provavelmente vai demandar duas quotas na usina. Supondo que essa casa tenha um consumo médio de R$ 240/mês, as duas quotas economizarão R$ 216/mês. Ou seja, a fatura de energia elétrica dela passará de R$ 240 para R$ 24/mês”.

As usinas de geração de energia solar serão erguidas em duas áreas distintas, que já estão prontas para receber os empreendimentos. Os terrenos configuram como área rural, mas estão praticamente dentro da cidade, sendo um deles no Jardim do Éden e o outro, com obras iniciadas, na região norte de Franca, no Jardim Monte Carlo.

Aos interessados, as vendas da NewSun Franca I se encerrarão no dia 31 deste mês. As obras possuem previsão para conclusão em junho de 2018. Sendo assim, já no mês de julho, os clientes que adquirirem as frações (quotas) da usina começarão a receber os créditos energéticos com vigência até o ano de 2049 (30 anos - período de vida útil da usina).

O mercado de energia elétrica é controlado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). A Resolução Normativa 482/2012 e, atualmente, a REN 687/15 é que regulamenta a microgeração e minigeração de distribuição de energia no Brasil. A resolução inclui os conceitos de autoconsumo remoto e geração compartilhada, os quais permitem que um gerador possa usufruir de créditos em outra unidade consumidora ou que consórcios privados possam ser constituídos, distante de seus locais de consumo, e permitam definir o porcentual da energia destinada a cada unidade consumidora que compõe esses consórcios.

 

Evento de lançamento

O lançamento do empreendimento aconteceu no dia 11 de dezembro no Edifício Prime Business, local do escritório da NewSun em Franca. O evento contou com um painel e um jantar exclusivo, no restaurante Mediterrâneo, para os convidados. Estiveram presentes, além de políticos e empresários, José Carlos Brigagão, presidente do Sindifranca (Sindicato da Indústria de Calçados de Franca), Flávia Lancha, secretária de Desenvolvimento, Marcelo Custódio, gerente da CPFL Paulista e Alexandre Marx, gerente da Investe SP, que falaram sobre a importância da energia renovável para a cidade e para o futuro do país.

Todos ressaltaram a importância de Franca ganhar a 1ª usina de geração de energia solar do Brasil. "Para as fábricas de calçados, mesmo com investimento, essa usina vai gerar muita economia", disse Brigagão. Para Flávia Lancha, os francanos devem ter orgulho do caminho que a cidade tem trilhado. "Franca mostra, em todos os indicadores, que só cresce em negócios. O projeto vai trazer economia e sustentabilidade".

Durante o lançamento, Fernando falou sobre a importância da responsabilidade socioambiental para a cidade. Para tanto, afirmou que pelos próximos 30 anos, vai doar para a APAE Franca toda energia demandada, o que representa cerca de R$ 120 mil por ano. A empresa ainda fará uma ação social para o IANSA (Instituto de Apoio Nossa Senhora Aparecida) através da doação de todo lucro líquido da venda de camisetas por meio do e-commerce da empresa.

 

Serviço

Vendas das cotas: até 31 de janeiro

Cotas disponíveis na abertura das vendas: 5 mil

Início das obras: janeiro

Recebimento de créditos de energia: julho

Contato: nossaenergia@newsun.energy

Fonte: Revista ACIF

  •