Prefeitura anuncia fim do lockdown em Franca

08/06/2021

A Prefeitura de Franca anunciou, nesta terça-feira, 8, que o lockdown em vigor desde 27 de maio não será prorrogado, chegando ao fim às 23h59 do dia 10, quinta-feira, conforme o previsto pelo Decreto Municipal nº 11.271, de 24 de maio. O prefeito municipal, Alexandre Ferreira, participou de uma coletiva de imprensa antecipando as medidas que devem constar em futuro decreto a ser publicado nesta quarta-feira, 9, no Diário Oficial de Franca.

“Somos todos contra o lockdown. Infelizmente, numa condição extrema, ele é necessário. [...] A transmissibilidade do vírus aumentou muito, o tempo de permanência nos hospitais, quase triplicou”, afirmou Alexandre, na coletiva. “A gente precisava de mais saúde. Agora, equilibramos e a gente fortalece a economia. Vamos atrás de suporte dentro da prefeitura para melhorar a condição da economia em nossa cidade.”

A ACIF (Associação do Comércio e Indústria de Franca) participou de reunião com a Prefeitura e outras entidades representativas locais na manhã desta terça-feira para falar sobre o tema. “A ACIF tem se empenhado na defesa da classe empreendedora buscando soluções de auxílio, reivindicando direitos em todas as esferas do Poder Público, sempre com responsabilidade e compromisso com a preservação de vidas. A situação da pandemia ainda exige cuidados e reforçamos nosso apelo para que os protocolos de Saúde sejam seguidos, rigorosamente, a fim de que nosso sistema de Saúde tenha condições de atender a população e as atividades econômicas continuem a operar, gerando renda e mantendo empregos”, afirmou o presidente da entidade, Tarciso Bôtto.

De acordo com o prefeito, embora chegue ao fim o lockdown, as atividades econômicas ainda atuarão sob restrições e protocolos de segurança gerais e específicos, conforme as artes a seguir, apresentadas durante a live oficial, transmitida pela página da prefeitura, no Facebook. Atividades serão retomadas a partir da 0h de sexta-feira por meio de delivery, takeaway e drive-thru; setores tidos como essenciais, como supermercados e farmácias, atenderão ao público com 30% de sua capacidade. Confira:

 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa ACIF / Prefeitura de Franca

  •