Proposta de Aglomerado Urbano será apresentada à região, nesta segunda-feira

17/03/2017

A criação de um Aglomerado Urbano na região de Franca será tema de discussão nesta segunda-feira. Cidadãos de todo o entorno poderão esclarecer suas dúvidas sobre o que significa esta ligação intermunicipal e como ela pode atuar, com força coletiva, em temas como Transporte Público, Saúde, Infraestrutura, Meio Ambiente e outros.

 

Para que este esclarecimento ocorra, o subsecretário de Desenvolvimento Metropolitano de São Paulo, Edmur Mesquita, e o vice-presidente da Emplasa (Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano), Luiz José Pedretti, foram convidados para este encontro regional, que irá ocorrer às 10 horas, no salão de eventos do Dan Inn Hotel.  A visita das autoridades estaduais atende convite do deputado estadual Roberto Engler (PSDB), que, juntamente com o deputado federal Adérmis Marini (PSDB) e o G6 (Grupo Político Econômico Suprapartidário de Franca), organiza a reunião.

 

“É a grande oportunidade para que todos compreendam exatamente os avanços que a criação do Aglomerado Urbano pode trazer para a nossa região. Ao mesmo tempo, queremos reunir o maior número de pessoas, para demonstrar ao secretário Edmur Mesquita que as nossas cidades querem e merecem esse avanço”, disse Engler. “É um projeto que precisa ser compreendido e abraçado por governos e entidades civis em favor do bem comum”, disse o presidente da ACIF e coordenador do G6, Dorival Mourão Filho.

 

Sobre Aglomerado Urbano

 

A criação de um Aglomerado Urbano traz potenciais ganhos para as cidades envolvidas e busca, acima de tudo, encontrar soluções intermunicipais para os problemas da região em diferentes áreas, especialmente Mobilidade Urbana, Transporte, Saúde, Infraestrutura e Meio Ambiente.

 

A definição de políticas públicas para um conjunto de municípios tende a resultar em mais facilidade para a captação de investimentos e em soluções ao mesmo tempo mais eficientes e mais baratas. Facilita, ainda, o planejamento de médio e longo prazo para a região.

 

As ações a serem empreendidas no Aglomerado Urbano passam pela deliberação de dois conselhos, o de desenvolvimento e o consultivo. O primeiro é composto por representantes das prefeituras e do Governo do Estado. O segundo é formado por câmaras temáticas, com a participação direta da sociedade civil.

 

O estado de São Paulo tem, atualmente, dois Aglomerados Urbanos já criados, nas regiões de Jundiaí e Piracicaba. Em Franca, o Aglomerado seria formado, a princípio, por Aramina, Buritizal, Cristais Paulista, Franca, Guará, Igarapava, Ipuã, Itirapuã, Ituverava, Jeriquara, Miguelópolis, Patrocínio Paulista, Pedregulho, Restinga, Ribeirão Corrente, Rifaina, São Joaquim da Barra e São José da Bela Vista, totalizando 18 cidades. No entanto, estudos da Emplasa poderão apontar novas adesões, aumentando o número de municípios abrangidos pelo Aglomerado. 

Fonte: Assessoria de Imprensa ACIF

  •