Treze dicas para usar a primeira parcela do 13º salário

26/10/2018

Muitas empresas já se preparam para depositar a primeira parcela do tão amado 13º salário – o prazo é até 30 de novembro e a segunda parcela até dia 20 de dezembro. O dinheiro extra pode ser a salvação para quem está apertada com as contas e uma forma de realizar a tão esperada viagem de fim de ano. A grana também pode ser guardada para começar 2019 preparada para os gastos extras, ou mesmo para poupar para o futuro.

“Para muitas pessoas, o dinheiro do 13º salário é esperado para acertar as contas do ano e começar o seguinte equilibrado. Então, usar racionalmente este recurso, pode ser a melhor decisão para um 2019 mais tranquilo”, comenta o especialista em finanças Alexandre Prado.

“Escolher a melhor forma de usar o décimo terceiro vai depender da sua atual situação financeira. As pessoas que já estão organizadas e podem ter o 13º como uma sobra de orçamento podem realizar alguns desejos e conquistar objetivos”, observa a especialista em finanças Luciana Fiaux. “Já quem está com dívidas vai precisar, inicialmente, organizar a vida financeira. Avalie quanto está entrando e saindo de dinheiro todo mês.”

Confira 13 dicas dos especialistas de como usar o 13º salário:

1 – Faça uma lista de prioridades. Não é por ser um dinheiro extra que precisamos gastar impulsivamente. Assim, toda vez que receber algum recurso não previsto, você estará mais consciente de como utilizar melhor o seu dinheiro.

2 – Pague as dívidas, principalmente as maiores. Aproveite o dinheiro extra e quite o cheque especial, cartão de crédito e empréstimos pessoais, opções em que há mais juros.

3 – Prepare-se para as contas de início de ano. Guarde dinheiro para pagar IPVA, IPTU, matrícula e material escolar.

4 – Negocie parcelas. Procure por descontos e tente abater prestações de financiamentos e empréstimos.

5 – Poupe. Construa uma reserva de emergência para eventuais necessidades futuras.

6 – Aproveite para estudar. Invista em educação e cursos para aprimoramento pessoal e profissional.

7 – Faça o dinheiro render. Depois que tiver sua reserva de emergências bem estruturada, invista parte dos recursos em modalidades de aplicações que estejam alinhadas com o seu perfil de investidora.

8 – Pense no futuro. Investir em uma previdência privada pode ser uma opção para uma aposentadoria mais confortável.

9 – Está com a vida financeira saudável e com reserva para começar 2019 com tranquilidade? Então, separe parte do seu dinheiro para as festas de fim de ano, que já estão logo ali. Lembre-se de que a folga no orçamento não deve ser motivo para que você gaste sem planejamento. Faça uma lista concisa dos presentes que pretende dar e estabeleça um teto de gastos.

10 – Compre os ingredientes das suas ceias de fim de ano com a maior antecedência possível. Alguns itens quase obrigatórios do jantar de Natal ficam mais caros nesta época do ano. Comprar antecipadamente alguns alimentos não perecíveis é uma forma de se proteger da inflação esperada para esses itens em dezembro.

11 – Viaje! Com dinheiro na mão, temos mais poder de negociação. Procure pacotes com descontos e aproveite esse momento.

12 – Seja solidária. Já pensou em ajudar uma família que precisa ou uma ONG neste fim de ano? Faça sua boa ação e procure projetos que tenham o objetivo de proporcionar um bom Natal para pessoas carentes.

13 – Gaste com consciência. Coloque como resolução de Ano Novo o hábito de poupar e estude sobre educação financeira. Depois de se esforçar para deixar seu nome limpo, nada melhor do que aproveitar 2019 com as contas em dia. Assim, já dá para planejar algo maior com o próximo 13º salário.

Fotos: Fotolia e GIPHY.

Fonte: Finanças Femininas - Gabriella Bertoni

  •